Governo do Estado
Galeria dos Ex-Comandantes
Telefones de Emergência
Estatísticas Fotos Sites de Corporação
Fale Conosco
Câncer de Próstata - Orientações Gerais da Sociedade Brasileira de Urologia Imprimir E-mail
Ter, 01 de Julho de 2008 08:29
CÂNCER DE PRÓSTATA, UM DOS GRANDES PROBLEMAS MÉDICOS DO HOMEM.
O câncer de próstata é o mais comum em homens e pode ocorrer em um de cada seis indivíduos. No Brasil são esperados para este ano 40 mil novos casos, com uma estimativa de 9 mil óbitos. Além disso, pode haver um número muito maior de casos de homens que têm o câncer, mas não estão sabendo. A Sociedade Brasileira de Urologia estima que 2% dos homens brasileiros, com mais de 45 anos, cerca de 400 mil, necessitam de diagnóstico.
O câncer de próstata não causa qualquer sintoma em seu início, justamente na fase em que pode ser curado.

prostata1

POR QUE A SBU FAZ ESTE ALERTA?
Porque as doenças da próstata são freqüentes ao longo da vida do homem. Se não forem diagnosticadas a tempo, podem trazer seqüelas, como infertilidade, impotência sexual, infecção generalizada, problemas urinários e até mesmo ocasionar a morte. Essas situações podem ocorrer porque o homem não estabelece, como rotina em sua vida, a avaliação da sua próstata, após os 45 anos. Ao contrário do que acontece com as mulheres, orientadas desde a puberdade a fazer anualmente seu exame ginecológico.
O QUE É A PRÓSTATA?
A próstata é uma pequena glândula só encontrada no homem. Com o tamanho de uma castanha, ela está localizada logo abaixo da bexiga, na parte inicial da uretra.

prostata2

PARA QUE SERVE A PRÓSTATA?
A função principal da próstata é colaborar com a reprodução humana porque produz substâncias que sairão juntamente com o esperma e permitirão aos espermatozóides sobreviverem e atingirem o óvulo feminino.
QUAIS SÃO AS DOENÇAS DA PRÓSTATA?
A próstata pode ser acometida por diversas doenças. As infecções (prostatites), o crescimento benigno (hiperplasia benigna) e os tumores malignos (câncer) são as mais comuns.
Os sintomas do câncer podem ser semelhantes aos do crescimento benigno. É necessário, portanto, que se estabeleça o diagnóstico precoce da doença e se inicie o tratamento para que se obtenha a cura.
COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE PRÓSTATA?
O diagnóstico precoce pode ser feito com a combinação de três métodos eficientes: Toque retal: é importante para se verificar o tamanho e a consistência da próstata e para avaliar a presença de nódulos suspeitos de câncer. Dosagem sangüinea do PSA (Antígeno Prostático Específico): o PSA é uma substância produzida na próstata. A combinação de toque e de PSA torna mais seguro o diagnóstico do câncer.
Biópsia de próstata: é feita nos casos suspeitos e é o meio que estabelece o diagnóstico definitivo da doença prostática.
QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO?
A grande maioria dos casos ocorre em homens com idade superior a 45 anos, com maior ocorrência em indivíduos da raça negra. Possivelmente o sedentarismo, a alimentação rica em gorduras e pobre em frutas e verduras aumenta o risco da ocorrência da doença. Os principais fatores conhecidos são a hereditariedade e a má alimentação. Os homens, cujos pais tiveram câncer de próstata, têm duas vezes mais chances de ter a doença. Quanto mais parentes com a doença o indivíduo tiver, maiores são os riscos.
COMO É O TRATAMENTO?
O tratamento depende de vários fatores, como estágio da doença, idade do paciente, concomitância com outras doenças ou condição clínica do paciente. São quatro as modalidades de tratamento que podem ser utilizadas de forma isolada ou combinada em diferentes estágios da doença: observação, cirurgia, radioterapia e tratamento hormonal. Quando descoberta precocemente, a doença é mais facilmente tratada. A cirurgia e a radioterapia são indicadas neste caso. Mas, quando está em estágio avançado, o paciente deverá receber tratamento hormonal.
O QUE SÃO AS PROSTATITES?
As prostatites, aguda e crônica, são processos infecciosos causados por bactérias, fungos e vírus, sem relação com a idade do portador. Os sintomas são ardência, dor e maior freqüência para urinar, além de febre e de corrimento pela uretra.
COMO ACONTECE O CRESCIMENTO BENIGNO?
O crescimento benigno é um achado comum em indivíduos idosos, porém a doença pode estar presente em homens na faixa dos quarenta anos. O problema pode causar perda da força do jato da urina, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e necessidade freqüente de ir ao banheiro, além de ardência e necessidade de esforço para iniciar a micção. A intensidade dos sintomas é muito variada e depende do grau de obstrução e da idade do homem.
É preciso se manter em alerta e consultar um urologista para que seja realizada, periodicamente, a avaliação prostática.