Sedec-RJ divulga balanço do 2° trimestre do ano de alertas enviados por SMS

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 Houve aumento de 14,5% no total de cadastros em relação aos três primeiros meses de 2019

 

A Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec-RJ), por meio do Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden-RJ), divulgou o novo balanço dos dados estatísticos do segundo trimestre de 2019 da IDAP – Interface de Divulgação de Alertas Públicos. Trata-se do sistema de envio de mensagens por SMS utilizado no território fluminense. A ferramenta permite aos gestores de Defesa Civil a antecipação de alertas em situações adversas. De abril a junho, o número de cadastros aumentou, aproximadamente, 14,5% em relação ao quantitativo computado nos três primeiros meses do ano. Atualmente, o serviço conta com 1.217.139 CEPs inscritos.

De acordo com a diretora do Cemaden-RJ, tenente-coronel Sílvia Santana, a atualização constante dos dados permite identificar as necessidades de cada região.

- A partir do momento que temos a compreensão da dinâmica, é possível definir estratégias de atuação – afirmou a oficial.

No segundo trimestre, foram emitidas 573 mensagens. As datas que tiveram maior número de envios de SMS foram 16 e 17 de maio e 03 de junho. Os municípios que registraram os maiores aumentos de cadastros foram: Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, Niterói, Cabo Frio, Maricá, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Rio das Ostras e Macaé. No ranking de maior percentual de CEPs inscritos estão Angra dos Reis, Nova Friburgo, Mangaratiba, Niterói, Petrópolis, Teresópolis, Areal, Paraty, Maricá e Armação dos Búzios.

 O Rio de Janeiro é o Estado pioneiro no envio de mensagens para celular com alertas e recomendações da Defesa Civil. Para o cidadão se cadastrar, é necessário enviar uma mensagem de texto (SMS) para o número 40199, informando o CEP da área de interesse. Uma mesma pessoa pode cadastrar quantos quiser, mas é necessário enviar um de cada vez. O serviço é gratuito.

 

 

© 2018 Defesa Civil - Rio de Janeiro. ASSINFO